terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Tristeza não tem fim?

Às vezes eu acho que a gente aprende na vida é a distrair a tristeza.
E todo mundo tem um tristezinha (ou uma tristezona) que dorme e acorda consigo todo dia. Só que tem uns que enganam ela melhor (fizeram teatro ou circo?) e assim ela fica só a gargalhar, bem escondida, como mera espectadora.

3 comentários:

Anônimo disse...

Acredito que a tristezinha ou tristezona que por vezes se manifesta em nós se deve ao fato de sermos peregrinos aqui, na terra. No mundo tereis aflições...
Tenhamos bom ânimo, Ele venceu.

Drica disse...

Vamos seguindo, com muito ânimo!

Dani disse...

Na verdade, acredito que ela - a tristeza - não fica a gargalhar. Ela deve ficar é desesperada, na espreita, esperando qq situaçãozinha que seja para nos abater. Ela é a lente de aumento de bocado de coisa que ousa tirar nossa Paz ;)
Se Ela soubesse que a nossa Paz independe de suas armadilhas, rs...