quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Sobre "Algum lugar entre aqui e agora"

(Na estação de trem, ela chegando, ele, partindo. Ou não. Não sabem, ambos, o que querem ou o que fazem na sua própria cidade.)

Esteja confortável aonde está.
Busque sempre.
Viaje, mas nunca a procura do que não tem.
Aonde for, leva você mesmo, mesmo que esteja em casa ( "casa" nem sempre é "lar").
Volte, quando necessário.
Permaneça, pode fazer a diferença.
Limpe a mente e quando partir, tenha certeza de que está na hora.
Sem fatores de confusão.


( Título emprestado - assim como o início entre parênteses - do filme do Festival Indie BH 2010, "Somewhere between here and now". Achei o título irresistível. O filme, sensacional. )

Um comentário:

Dani disse...

Aiai...

'Té' que enfim consegui aparecer por estas bandas. Exclui o outro perfil pra mim? ;)

Eu me sinto parte deste texto. Será que é pq eu tava lá, vendo o filminho comcê? =P

Bjinho